Crônica de política nacional (no.1)

 

A crônica foi nascida em jornal e, por isso mesmo, pressupõe certa regularidade. Diária ou semanária. Mensal seria também regular. Entretanto, não custa tanto aqui, nesta crônica, a periodicidade. Por isso, não prossigo a discussão a ponto de tratar da anualidade.

 

De muitas matérias tratam as crônicas: da vida, do amor, da economia, do tempo de criança, do passeio de ônibus. Talvez não de muitas, mas de tudas. Ela ser periódica abrange, em si mesmo, a necessidade de se tratar de tudo. Como não tratarei de tudo em minhas crônicas, aviso ao leitor amigo, grande apreciador do gênero, que não as verá, com tanta frequência, por aqui. Com tanta frequência, assim, como o seu gênero pressuporia. A razão é simples e trato dela a partir do parágrafo seguinte.

 

A regularidade, diária ou semanal, como disse anteriormente, faz com que as crônicas se envolvam com completamente tudo. Não é o caso das crônicas que os leitores poderão ler neste blog. Elas limitar-se-ão a tratar da política nacional.

 

O mais perspicaz dos leitores já deu o salto. Tratar da política nacional é uma matéria que não impõe ao cronista a necessidade de sempre se atualizar, de começo, e de ter que escrever sobre novos acontecimentos, por fim. A política nacional é uma matéria em marasmo.

 

A política nacional é a figura diametralmente oposta da bandeira nacional. A bandeira voa em flâmulas de acordo com ar, a política nacional permanece estática, faça chuva, faça sol.

 

Disto isso, noticio que o ilustríssimo imortal da Academia de Letras, Senador eleito já pelo Estado Maranhão e, atualmente, pelo Estado do Amapá, José Sarney e o jurista, de vasta doutrina acadêmica, Michel Temer tomaram posse de presidente de suas respectivas Casas do Congresso Nacional: o Senado Federal e a Câmara de Deputados Federais.  No mais, nenhuma desnovidade. 

 

 

 

 

——————————————————————————————————————

 

Anúncios
Explore posts in the same categories: crônicas

Tags: , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

4 Comentários em “Crônica de política nacional (no.1)”

  1. joao~grando Says:

    É tipo a bandeira dos Estados Unidos na lua, parada, parada (embora por outros motivos). Ou como as camisas engomadas do Chaves. Eis nossa política.

    Este texto vai para a parte compartilhada do meu Google Reader.


  2. Dizer o quê? Não vale a pena!!! Abraço!

  3. Rafael Coelhoo'Clock Says:

    Boa imagem .^^., como lhe é característico.


  4. Eu preciso de conceitos da cronica,mais não acho!

    me ajude alguém…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: